• revistasalasolidar

A Síndrome De Burnout E A Profissão Do Piercer



Chegar no seu limite, se esgotar de trabalhar, pensar que vai explodir com tantas obrigações: CUIDADO! Trabalho em excesso não é poético, trabalho em excesso prejudica sua saúde mental.

Além de estresse, ansiedade e depressão, o excesso de trabalho pode gerar a Síndrome do Esgotamento pelo Trabalho ou Burnout.


O Burnout é um transtorno de ansiedade com contexto exclusivamente laboral, ou seja, a causa do estresse é a relação com o trabalho”, define a psicóloga Ana Paula Tognotti. Daniele Nazari completa: “Os sintomas passam a interferir em todas as áreas da nossa vida. É como uma sensação de cansaço extremo, falta de energia e motivação para realizar tarefas diárias.”


A síndrome se manifesta especialmente em pessoas cuja profissão exige envolvimento interpessoal direto e intenso. Também naqueles profissionais que lidam com procedimentos extremamente precisos e que demandam cautela e cuidado.

O Burnout se apresenta com maior frequência em pessoas com sobrecarga de horários, pressão constante e em indivíduos com comportamento perfeccionista em relação ao trabalho.

Parece uma receita perfeita para nós, Piercers Profissionais. Estoque, agenda, relação com os clientes, workshops, biossegurança, congressos, responsabilidade, técnica, segurança... Os afazeres da profissão formam uma lista sem fim.

Para além disso, a auto cobrança e a idealização de nunca falhar coloca ainda mais pressão por cima dessa enorme lista.

Daí a importância desse alerta: a saúde mental é tão importante quanto a física!

Os sintomas da síndrome consistem em:

●Sensação constante de negatividade

●Cansaço físico e mental

●Falta de vontade e motivação

●Dificuldade de concentração

●Falta de energia

●Sentimento de incompetência

●Mudança de hábitos e gostos

●Se deixar de lado e priorizar outro ou o trabalho

●Alterações repentinas de humor

●Isolamento

●Sintomas de depressão e ansiedade


O diagnóstico do Burnout é basicamente clínico e leva em conta a história do paciente e seu envolvimento e realização pessoal no trabalho, além da análise da queixa e dos sintomas apresentados.

Atividades físicas regulares, exercícios de relaxamento, momentos de lazer, boa alimentação e uma busca por qualidade de vida são altamente recomendados pelos médicos e psicólogos para ajudar a prevenir o aparecimento da síndrome.

O tratamento do Burnout é muito similar a de outros transtornos mentais, como a depressão e ansiedade, e inclui o uso de psicoterapia e, quando necessário, antidepressivos.

Vale lembrar que o SUS possui tratamento para essa e outras síndromes relacionadas a transtornos mentais, de forma gratuita.


Como visto, a profissão do Piercer possui vários dos fatores que podem desencadear a Síndrome de Burnout. Por isso, esteja atento a sua relação com o trabalho, se perceba no seu dia a dia, pratique o autoconhecimento, não se cobre e nem busque a perfeição, procure viver com qualidade de vida e se permita dar uma pausa, quando for preciso. Não hesite em procurar ajuda, se achar necessário. Saúde mental é assunto sério.





A opinião do colunista não é, necessariamente, uma opinião do Coletivo Sala Solidária --------------------------------------------------

Lu Rabello (Minas Gerais, Brasil)

Psicóloga e perfuradora corporal no Ao Cubo

27 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo