top of page

Um furo na história

Atualizado: 15 de dez. de 2022


O Primitivo Moderno foi desenvolvido por pessoas que se envolvem em rituais e na modificação corporal, inspiradas nas cerimônias, ritos de passagem e ornamentação corporal daquelas que são consideradas culturas tradicionais.

São várias as motivações para se envolver nessas práticas, podendo ser por crescimento pessoal, crenças religiosas, associação a grupos, por arte, para chocar como um comportamento de auto-expressão,

aceitação e afirmação, etc.

Na década de 70, com o movimento Punk, houve um crescimento muito forte das práticas de auto libertação; assim nasceu o movimento Primitivo Moderno, onde a prática do piercing foi levada a sério, tendo seu início na indústria com nascimento do primeiro estúdio de piercing, “The gauntlet”.

Criado no ano de 1975 em West Hollywood pelas mãos de Jim Ward e financiado por Doug Malloy, a clientela do "The Gauntlet"

originou-se das comunidades gays e S&M do sul da Califórnia. Ainda nesse mesmo momento, no norte da Califórnia, Ward também administrava o estúdio em sua casa.

Em seu apogeu, “The Gauntlet” foi o responsável não só por aplicar piercings como também por fabricar as joias e outros equipamentos que hoje usamos, e ali nasceram termos usados até hoje como

"barbell", "barbell circular" e "anel cativo". A popularização da indústria se deve tanto a Ward como seu amigo Horst Heinrich Streckenbach ("Tattoo Samy") da Alemanha, e seu aluno Manfred "Tattoo" Kohrs

de Hanover, que são responsáveis pelos desenhos de algumas joias.

"Os primeiros halteres de que me lembro vieram da Alemanha. Doug fez contato com Tattoo Samy, um tatuador e piercer de Frankfurt. Ao longo dos anos, Samy veio aos Estados Unidos várias vezes e frequentemente aparecia em Los Angeles para visitar Doug. Em um dos em suas primeiras visitas, ele

nos mostrou os pinos de barra que ele usava em alguns piercings. Eles eram rosqueados internamente, um recurso que fazia tanto sentido que imediatamente decidi recriá-los para meus próprios clientes."

Disse Jim Ward em um documentário de 2004, intitulado "The Social History of Piercing", na MTV.

Com a crescente ascensão do ramo eles sentiram a necessidade de organização e cuidados na prática, assim várias bases da nossa profissão foram criadas por eles.

Em 1977, Jim Ward, Doug Malloy e Fakir Musafar começaram a revista de piercing a “Piercing Fans International Quarterly” (PFIQ), que continha uma grande variedade de entrevistas, cartas de leitores e resenhas de livros. Era principalmente sobre piercing e modificação corporal, com artigos de Jim

como "Pierce with a Pro", aonde detalha como realizar alguns piercings diferentes.

Fakir Musafar era conhecido pelas suas apresentações ritualísticas e também responsável pela criação da “Fakir intensives”, organização para disseminar o conhecimento das práticas com amor, respeito e sensibilidade.

Doug Malloy foi responsável pelas vendas mercadológicas do produto, autor do primeiro livro sobre body piercing moderno “Diary of a piercing Freak”, e conhecido também por suas

histórias sobre as origens dos adornos. Ele era incrível nisso e conseguiu fazer esse desejo chegar muito além de um grupo, o que foi muito libertador para toda comunidade da body piercing.

Desde então, Jim Ward é considerado o pai do piercing moderno e comemoramos nosso dia na data de seu aniversário, dia 28/06.

Todos esses citados são nossos pioneiros, responsáveis diretos por dar corpo a nossa profissão. Muitas coisas evoluíram, mas o amor, cuidado e a conexão foram os pilares para concretização desse ideal, além de seus legados que permanecem até hoje. Infelizmente Doug Malloy e Fakir Musafar já não estão mais entre nós.

Gratidão a todos eles.


Referencias:

http://www.frrrkguys.com.br/fakir-musafar-se-despede-da-comunidade-da-modificacao-corporal/

https://thepointjournal.org/2020/05/19/point-83-fakir-musafar/

https://thepointjournal.org/2020/05/26/point-85-in-the-beginning-there-was-gauntlet/

https://www.businessandleadership.com/life/item/body-jewelry/O

https://alchetron.com/Jim-Ward-(body-piercer)

https://en.wikipedia.org/wiki/Gauntlet_(body_piercing_studio)




A opinião do colunista não é, necessariamente, uma opinião do Coletivo Sala Solidária.

--------------------------------------------------



Adrielly de Mello


Nascida em Curitiba/PR atua na cidade como Body Piercer proprietária do Studio Lumos e membro APPBR.




23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo