• revistasalasolidar

Minorias

Por: Alexia Leles


Em minhas experiências de vida e observações sobre a mesma, consigo perceber que o piercing está relacionado à autoestima e à autoafirmação, imposição de si mesmo perante a um padrão ou à fuga do mesmo; e isso está extremamente relacionado a minorias sociais.

Tudo que foge ao padrão comportamental é imediatamente associado à marginalização -exceto quando tais comportamentos são criados dentro do próprio padrão pré estabelecido. O novo tende a criar estranhamento e ser encarado como algo a ser repreendido, e nós sabemos como sofremos em relação ao piercing.

É justamente por isso que todos os dias grande parte de nós levanta a bandeira da regulamentação e seriedade do nosso trabalho, uma vez que sofremos também com a marginalização do nosso trabalho. Me parece ético e humano que estendamos nossa visão a outras minorias sociais que sofrem, de maneiras diferentes, o mesmo preconceito. Não me parece coerente que aconteçam casos de homofobia, racismo, misoginia, xenofobia -entre outros- em um espaço de acolhimento e celebração da diversidade cultural.

Por hora, deixo a semente do pensamento e posteriormente aprofundaremos mais em cada minorias e suas particularidades.




A opinião do colunista não é, necessariamente, uma opinião do Coletivo Sala Solidária

--------------------------------------------------



Alexia Leles

Body Piercer em Itabira/MG. Também é enfermeira, fornecedora de joias, gerente e redutora de danos.


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Editorial